domingo, 26 de agosto de 2007

Vereador corrobora, involuntariamente, a publicidade da Citroen


Segundo o Público, do dia 25 de Agosto, os vereadores da oposição na Câmara Municipal de Lisboa criticaram ontem a falta de alternativas ao sistema que controla há mais de 20 anos os semáforos, cujo contrato foi renovado por mais um ano pela maioria PS-BE, que admite renegociar.

O vereador independente eleito pelo movimento Cidadãos por Lisboa, Manuel João Ramos, no seu estilo habitual, disse entre outras coisas a seguinte pérola:
"não existe um plano de mobilidade" para a cidade e o trânsito é controlado por um sistema "que privilegia os automóveis" ... é necessário "mudar o paradigma e começar a pensar nas pessoas primeiro".

Parecendo acreditar na veracidade do anúncio da Citroen em que os carros-robot tomam o freio nos dentes Manuel João Ramos, o autor do já célebre slogan publicitário da "guerra civil nas estradas" ignora, como se não existissem, os automobilistas e todos os ocupantes das viaturas.

Para ele existem por um lado as pessoas, que são os peões, e por outro os transformers que são culpados por entrar num automóvel ou num autocarro.

Simplesmente inadmissível...

2 comentários:

Anónimo disse...

Os condutores também são pessoas, e que erram, e por isso é tão importante criar uma margem de segurança.

Acolito disse...

Pensava que a estupidez tinha limites mas com este bonito blog constato o contrário.
Os meus pesames, Megatron!